Governador Camilo Santana visita obras de expansão do Porto do Pecém

9 de Maio de 2018 # # # # #

 

O governador do Ceará, Camilo Santana, acompanhado do secretário adjunto da Casa Civil, Quintino Vieira, do secretário de Desenvolvimento Econômico, Cesar Ribeiro, e do presidente do CIPP S/A, Danilo Serpa, realizou, nesta quarta-feira (9), visita às obras do Porto do Pecém. As obras de segunda expansão, em andamento, apresentam 90,81% de avanço total. Já foram entregues a correia transportadora de minério de ferro, em agosto de 2016, e dois berços (7 e 8) de atracação. O nono berço apresenta 94,21% da obra executada. Além disso, a nova ponte de acesso também segue em construção, com 85,47% de avanço nos serviços.

Camilo, na ocasião, falou sobre a importância das melhorias em infraestrutura que estão sendo realizadas para o trabalho realizado no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP S/A). “A conclusão da nova ponte e também da Rodovia de Placas trará mais agilidade para as operações realizadas no porto, principalmente para transportar as placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP)”, destaca.

A implantação da rodovia CE-576, que está sendo realizada pela Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), através do Departamento Estadual de Rodovias (DER), conhecida como Rodovia das Placas, está atualmente com 71% de execução.

O governador ainda ressaltou a meta de transformar o porto cearense em um centro de conexões de cargas marítimas. “Nossa meta, com a parceria com o Porto de Roterdã, é transformar Pecém em um hub de cargas e, consequentemente, gerar mais emprego e renda para os cidadão cearenses”, disse Santana. Sobre a importância do CIPP S/A para o Estado, Camilo citou a CSP, que sozinha gera cerca de 18 mil empregos diretos e indiretos e movimenta, através do Porto do Pecém,3 milhões de toneladas de placas de aço, .

Para o secretário do Desenvolvimento Econômico, Cesar Ribeiro, o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) é um grande equipamento de desenvolvimento econômico no Ceará. “Além do Porto do Pecém, que teve movimentação recorde em 2017, com 15,8 milhões de toneladas de mercadorias importadas e exportadas, temos em funcionamento a primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE Ceará) no país, que é um modelo para o Brasil e para o mundo. Isso significa novas oportunidades de investimentos nacionais e internacionais na região”, disse.

Segundo ele, as melhorias no CIPP vão impactar diretamente na sustentabilidade de investimentos já instalados e na atração de novos que virão.

O presidente do CIPP S/A, Danilo Serpa, destaca que tem acompanhado as obras de perto. “Sabemos da importância deste empreendimento para o Estado e temos realizado um trabalho diário para oferecer a melhor estrutura para todos os atuais e futuros clientes que venham a utilizar Pecém”, finaliza.